Fissura Mamária

Fissura mamaria

Nesse mês (Agosto) é intitulada a campanha Agosto Dourado, onde o ministério da Saúde destaca a Importância da Amamentação.

Agosto Dourado

O Leite materno é o alimento mais completo e seguro a ser fornecido para o bebê, além de fortalecer o sistema imunológico protegendo contra doenças como diarreias, infecções respiratórias, diminui o risco de asma, diabetes e obesidade e fortalece o vínculo afetivo entre mãe e filho.

Mas em especial queremos hoje tratar sobre um problema que atinge as mães nesse período e que pode ocasionar a interrupção da amamentação, as FÍSSURAS MAMÁRIAS.

Fissura Mamária

As Físsuras Mamárias são uma intercorrência comum no período de amamentação. Estima-se que 80 a 96% das mulheres passam pela experiência de dor durante a amamentação na primeira semana pós-parto. Isso pode  ocorrer devido a pega e posicionamento inadequado, pode ocorrer também a disfunções orais do bebê, a falta de preparo dos mamilos, uso de cosméticos que afinam a pele ou que causam ressecamento, higiene inadequada ou uso incorreto dos equipamentos de auxílio para a ordenha.

A percepção das lesões mamárias se dão por aparecimento de eritemas, equimose, marcas brancas, amareladas ou escuras, hematomas e edema, presença de bolha ou vesícula além das rachaduras, erosões, descamação entre outros sinais.

Prevenção/ Tratamento

Existem algumas maneiras de preparar e proteger a mama, dentre elas:

  • Durante a gestação, visando fortalecer a região dos mamilos e região areolar deve-se realizar o banho de sol nas mamas por 10 minutos durante o período da manhã ou no final da tarde.
  • Evitar a aplicação de Cremes e/ou óleos, pomadas na região para não afinar a pele.
  • Manter a mama higienizada e seca.
  • Ficar atenta a pegada do bebê durante a mamada; em dúvida ou na percepção da pega incorreta, procure pela orientação de um profissional. Se necessário auxiliar o bebe na pega realizando a ordenha e auxiliar manualmente a pega.
  • Realizar a ordenha manual para esvaziamento da mama quando há produção em demasia de leite.
  • Evitar o uso de protetores.

BEm caso da identificação de fissuras deve-se oferecer a mama menos afetada.

Além das formas citadas acima, para o tratamento da fissura mamária temos hoje a disposição a LASERTERAPIA (terapia com Laser de baixa intensidade). A aplicação ocorre de forma rápida e indolor e alivia os efeitos dolorosos presentes. O Laser através da sua luz vermelha e infravermelha possui efeito de acelerar a cicatrização através da estimulação da células e aumento da microcirculação e auxilia no efeito de analgesia e ação anti-inflamatório. O tratamento se dá pelo período médio de 4 a 8 sessões.

O tratamento com Laser serve também como prevenção. Pode ser iniciado no pós-parto para aumentar a resistência da pele.

 

Continue acompanhando nossas publicações …

 

Para ver o artigo anterior acesse nossa postagem Clicando Aqui.

Bibliografia.

Como prevenir e tratar fissuras mamárias.
Disponível em:< http://maesamigas.com.br/como-prevenir-e-tratar-fissuras-mamilares/>
Acessado em: 15 de Agosto de 2018.

CERVELLINI, Marina Possato, et al. Lesões mamilares decorrentes da amamentação:
um novo olhar novo para um problema conhecido. Ver Esc Enferm USP, v.48, n.2. p. 346-356, 2014.

 

Escrito por: Enfª Gabriela de Castro Rodriguês Soares

por marcos galindo

Deixe uma resposta